22.9.07

As Aplicações do Vidro

Como já mencionei na mensagem anterior acerca da composição do vidro, de uma forma geral, existem os vidros fabricados pelo Homem e aqueles que se formam na natureza, como os cristais, que abordarei posteriormente.
O vidro pode ser aplicado de diversas formas. Uma das distinções possíveis poderá ser a seguinte:

Vidro para Embalagens - como garrafas, potes, frascos e outros vasilhames fabricados em vidro comum nas cores branca, âmbar e verde.

Vidros para a Construção Civil - vidros planos lisos, vidros cristais, vidros impressos, vidros reflectivos, vidros anti-reflexo, vidros temperados, vidros laminados, vidros aramados, vidros coloridos, vidros serigrafados, vidros curvos e espelhos fabricados a partir do vidro comum.

Vidros Domésticos - tigelas, travessas, copos, pratos, saladeiras, baldes de gelo, e outros objectos que são fabricados exclusivamente com a finalidade de serem utilizados na cozinha, em contacto com os alimentos.

Fibras de Vidro - mantas, tecidos, fios e outros produtos para aplicações de reforço ou de isolamento;

Vidros Técnicos - lâmpadas incandescentes ou fluorescentes, tubos de TV, vidros para laboratório, para ampolas, para garrafas térmicas, vidros oftálmicos e isoladores elétricos.

Vidro Temperado - fusão no fogo entre 700° e 750° através de um forno e resfriamento com choque térmico, o que provoca um aumento da resistência por compactação das camadas superficiais do vidro. O aumento de resistência chega a ser de cerca de 87%. O vidro após o processo de têmpera não poderá ser submetido a recortes ou furos.

Vidros para Automóveis - utilizados em pára-brisas e laterais das portas dos veículos. Nestes casos são utilizados os vidros laminados, temperados e/ou blindados.

Aplicação dos Vidros Comuns - Criei esta categoria principalmente porque o vidro é de alguma forma melhorado ou decorado e é fabricado com a intencionalidade de ser aplicado de forma um pouco diferente e podem ser encontrados nas vidreiras comerciais - São os vidros lapidados, bizotados, jateados, tonalizados, acidados, laqueados e pintados. Estes vidros são utilizados na fabricação de diversos objectos, como por exemplo, tampos de mesas, prateleiras, aparadores, bases, porta-retratos, janelas, portas, etc. Em geral, são utilizados vidros com espessuras entre 2mm a 19mm.

7 comentários:

Anónimo disse...

gostava de saber se o vidro comum é o mesmo que é utilizado para fazer peças domésticas e decorativas e se o utilizado em prateleiras e mesas é o vidro float, vulgarmente chamado de vidro de janela.

obrigado.

Mizé disse...

Olá. Obrigado pela visita e por comentar. O chamado "vidro float" é um tipo especial de vidro que tem várias aplicações.
O seu comentário deu-me uma ideia para uma nova mensagem, na qual irei trabalhar brevemente, onde espero responder às suas dúvidas. Até breve.

luis disse...

olá Mizé,
Eu sou o mesmo que colocou a questão do Guilherme Correia e não sou artista ando apenas a tentar.
Quanto à questão dos tipos de vidro eu pensava que o vidro comum ou vidro de cristalaria como se chama na Marinha Grande era o mesmo para produzir tigelas, travessas, copos, bem como garrafas,potes e outras peças como as decorativas.
já o vidro float ou vidro janela, éra utilizado em mesas, portas, prateleiras e automóveis em vitrines que pode ser curvo, temperado e laminado, anda pode ser utilizado em vitrofusão desde qu os materiais empregues sejam da mesma compatibilidade ou seja de COE 85.
Existem ao que julgo saber outros vidro para vitrofusão ou fusing, como o murano,uroboros e outros mas de COE 90, e a bullseye tem o chamado "sistem 95" cujo COE é 95.

deixo o meu e-mail: aesperantza@gmail.com
Assim poderei trocar ideias com a Mizé o outros que o queiram fazer.
já agora dizer que trabalho em fusing e termoformado em peças decorativas e/ou esculturais sendo sempre peças unicas.
terei muito gosto em mostrar algumas fotos desde que as guarde e não as publique salvo se não forem identificadas, não gosto que saibem que são minhas.
muito obrigado e é para mim um prazer participar.
Luis.

Mizé disse...

Olá Luis. Obrigado por comentar.
Sim, tem razão. Creio que o vidro doméstico e o vidro comum são do mesmo tipo, excepto na intenção com que são fabricados.

A minha mensagem subdivide o vidro em várias categorias no que diz respeito à sua aplicação, ou seja é apenas uma divisão funcional, mais do tipo "senso comum" e muito pouco científica, já que os meus conhecimentos técnicos acerca do fabrico do vidro são algo limitados.
Talvez o título da mensagem não tenha sido tão bem conseguido. Pensando bem ficaria melhor algo como: "Que tipos de Aplicações de Vidro Existem? e deveria ter explicado o porquê desta divisão.
Esta minha perspectiva do vidro mais virada para a arte é algo subjectiva e discutível, por isso agradeço imenso a sua participação, já que um parecer mais técnico será sempre bem vindo. Irei tornar mais legível a pp mensagem.
Teria todo o gosto em conhecer o seu trabalho, e posso divulgá-lo se autorizar. Se o quiser partilhar pode enviar-me para o meu mail: mj.evaristo@iol.pt

Steven Preston, for London disse...

thank you, very thank you.
you help me in my homework.
YOU are nice person.

Rudi disse...

Bom dia.Estou a fazer um trabalho sobre vidro de cristalaria, alguém pode ajudar-me nas características deste tipo de vidro?
Obrigado

antonio iramilson disse...

Olà mize tenho grande admiraçao pelo o artesenato em vidro temperado e gostaria de saber se tem como fabricar uma tampa de embreagem para moto em vidro temperado ....... Minha moto e uma yamaha rd 350..e gostaria de vela transparente com as emgrenagem girando dentro do motor desde ja eu agradeço..........